Família Dammous  
English version English version   Home | Projetos | Artigos | Cadastro | OnLine | Sumário | Contato | Chat Quarta-feira, 15/Agosto/2018
Conecte-se  /principal :: home :: MPB :: letra   
 Música
 Notícias
 Meteorologia
 Genealogia
 Astrologia
 Nutrição

 » Adiciona Favoritos



4 usuários online »»» 4 convidados - mais... Lista de Membros 1541 membros
Família Dammous - MPB
  Busca de Música

Retorna   

Busca por Autor, Música ou palavra contida na Letra
A Fonte
(Renato Russo/Dado Villa-Lobos/Marcelo Bonfá)
O que há de errado comigo
Não consigo encontrar abrigo
Meu país é campo inimigo
E você finge que vê, mas não vê

Lave suas mãos que é à sua porta que irão bater
Mas antes você verá seus pequenos filhos
Trazendo novidades

Quantas crianças foram mortas dessa vez?
Não faça com os outros
O que você não quer que seja feito com você
E você finge não ver que isso dá câncer

Não sei mais do que sou capaz
Esperança, teus lençóis tem cheiro de doença
E veja que da fonte sou os quilômetros adiante

Celebro todo dia minha vida e meus amigos
Eu acredito em mim, continuo limpo

Você acha que sabe
Mas você não vê qua a maldade é prejuízo
O que há de errado comigo?
Eu não sei nada e continuo limpo

Do lado do cipreste branco
À esquerda da entrada do inferno
Está a fonte do esquecimento
Vou mais além, não bebo dessa água
Chego ao lago da memória
Que tem água pura e fresca
E digo aos guardiões da entrada:
Sou filho da terra e do céu
Daí-me de beber que tenho uma sede sem fim

Olhe nos meus olhos, sou o homem-tocha
Me tira essa vergonha
Me liberta dessa culpa
Me arranca esse ódio
Me livra desse medo

Olhe nos meu olhos, sou o homem-tocha
E esta é uma canção de amor
Esta é uma canção de amor
Esta é uma canção de amor

Voltar





 Linux
 Programas
 ASP
 Jogos
 Cartão Postal

Frase
Os seres aos quais servimos de amparo são para nós um apoio na vida.
Marie Von Ebner-Eschenbach



(avançado...)

IP Address Location

         [ processado em: 0,89 segundos.]  privacidade | licença | © 2001, Dammous.