Família Dammous  
English version English version   Home | Projetos | Artigos | Cadastro | OnLine | Sumário | Contato | Chat Quarta-feira, 15/Agosto/2018
Conecte-se  /principal :: home :: MPB :: letra   
 Música
 Notícias
 Meteorologia
 Genealogia
 Astrologia
 Nutrição

 » Adiciona Favoritos



3 usuários online »»» 3 convidados - mais... Lista de Membros 1541 membros
Família Dammous - MPB
  Busca de Música

Retorna   

Busca por Autor, Música ou palavra contida na Letra
A Volta da Asa Branca
(Zé Dantas/Luiz Gonzaga)
Já faz três noites, que pro Norte relampeia,
A Asa Branca, ouvindo o ronco do trovão,
Já bateu asas, e voltou pro meu sertão,
Ai, ai, eu vou embora, vou cuidar da plantação,
Já bateu asas, e voltou pro meu sertão,
Ai, ai, eu vou embora, vou cuidar da plantação,
A seca tem de desertar da minha terra,
Mas felizmente, Deus agora se alembrou,
De mandar chuva, pra este sertão sofredor,
Sertão das mulhé séria, dos homens trabalhador,
De mandar chuva, pra este sertão sofredor,
Sertão das mulhé séria, dos homens trabalhador.
Rios correndo, as cachoeiras tão zuando,
Terra molhada, mato verde que riqueza,
E a Asa Branca, salva e canta que beleza,
Está o povo alegre, mais alegre a natureza,
E a Asa Branca, salva e canta que beleza,
Está o povo alegre, mais alegre a natureza.
Sentindo a chuva eu me recordo de Rosinha,
A linda flor do meu sertão Pernambucano,
E se a safra não atrapalhar meus plano,
Que que há, o Seu Vigário, vou casar no fim do ano!

Voltar





 Linux
 Programas
 ASP
 Jogos
 Cartão Postal

Frase
Todas as portas que se abrem para dentro, em direção à paz secreta do Altíssimo, também podem ser abertas para fora: para fora de si mesmo, para fora do engano, para fora da pequenez.
George MacDonald



(avançado...)

IP Address Location

         [ processado em: 0,91 segundos.]  privacidade | licença | © 2001, Dammous.